terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Perguntas:

Estas são perguntas feitas via email. Como acho que a dúvida de um é a dúvida de todos, passo para cá.

"Boa tarde,

Meu nome é Anderson e Acabei "tropeçando" no seu blog enquanto procurava informações sobre coimbra.
Vou fazer um mestrado ai em 2015 e junto vai minha namorada e um amigo, todos para fazer mestrado.
Descobri seu blog hoje pela manhã e "devorei" ele, mas algumas duvidas ainda existem, se possível gostaria de contar com sua ajuda.

- Vi e não é novidade que emprego é difícil e nem conto com isso, mas estou indo com dinheiro para o tempo que eu vou ficar por ai. Mas penso que um ganho extra seria bem vindo, E vocês como conseguem se manter ai?

- Qual o curso que vcs foram fazer? Pergunto pq é falado bem pouco da universidade.

- Alguma recomendação especial referente a Universidade?

- Você sabe informar algo sobre validade dos diplomas? tanto o daqui ai, quanto vice versa.

Agradeço e espero não estar sendo inconveniente.

Aproveito para parabeniza-los pelo blog e pela iniciativa.

--
Anderson Lima"

Oi Anderson,

A gente tem fontes de rendimento no Brasil, mas "o bicho tá pegando" desde que o euro resolveu disparar de uns 6 meses para cá. A Docinho está tentando uma bolsa de doutorado, mas por enquanto nada. Vamos levando como dá mesmo... 

Nós não damos informações pessoais, Anderson, por questões de privacidade mesmo, portanto não tenho como entrar em detalhes da Universidade no meu aspecto pessoal. Mas como disse em outros posts, tenho informações sobre Direito, Economia, Marketing, Medicina, Letras, Informática e Educação Física de gente conhecida que fez mestrado nestas áreas. No geral, os cursos são chaaaatos toda vida. A didática deles é muito antiquada, do tipo cuspe-e-giz, com poucos trabalhos efetivamente de pesquisa durante o mestrado. Não há grupos de discussão, não há análises de trabalhos científicos e etc. Há até trabalhos em grupo, mas nitidamente são para encher linguiça e sem grandes discussões.  O grande "lance" de fazer mestrado aqui é mesmo pelo prestígio que a Universidade goza no Brasil e, residualmente, em Portugal também. Mas em termos absolutos, há várias outras Universidades MUITO melhores do que a de Coimbra, em especial a do Porto e a Nova de Lisboa, mas em algumas áreas específicas Aveiro, Beira Interior e outras também se destacam.

O que a maior parte de nós, brasileiros não entende, é que o mestrado para eles aqui não tem praticamente valor algum. Foi completamente desvalorizado depois do tal Tratado de Bolonha. É no padrão pós-graduação no Brasil. Então, aquilo que nós temos como Mestrado no Brasil para eles é mais próximo do Doutorado. Talvez isso ajude a entender o porquê de ser como é.

Recomendação em relação à Universidade é vir munido de grande dose de paciência e boa vontade e baixas expectativas. Em geral nós chegamos achando que vamos encontrar uma universidade de primeiro mundo, Harvard ou algo semelhante. Não se engane. Minha experiência no Brasil é muito melhor do que a daqui. Mas, como disse, vale pelo prestígio. 

Apesar de todos os blá-blá-blás de tratados disso e daquilo, diplomas brasileiros não são automaticamente revalidados em Portugal e vice-versa. Tem que passar por um procedimento - semelhante ao daí - em universidades para validar o diploma SE QUISER TRABALHAR NA SUA ÁREA e a área for regulamentada (Administração de Empresas, por exemplo, não é. Daí que seu diploma valha aqui). Medicina e Direito, por exemplo, é um parto dos difíceis para conseguir legalizar as coisas. Lentas e caras também.

Trabalho é complicado. Tem. Mas em geral a rapa da mandioca. Trabalhos mais sofisticados, bem pagos ou de chefia, estes, sumiram. Agora, de fome só morre aqui quem quiser! kkkkk

Abs

Coração

Nenhum comentário:

Postar um comentário