terça-feira, 21 de maio de 2013

A crise portuguesa

Oi Pessoal,

Falo ocasionalmente sobre a tal crise portuguesa e digo - e agora repito! - que não a vejo. Vejo sim o chororô danado de todo mundo, reclamação 24h por dia, o pronunciar da palavra "crise" ou da "troika" a cada 2 palavras. Até o cumprimentar deles mudou: ao invés de "olá, como estás" ser respondido com "tudo bem", virou um "tudo bem, apesar da crise...". Enfim, é crise pra lá, crise pra cá...

No ano passado eu já havia relatado que o consumo geral do país caiu "espantosos" 6%. Ou seja, para quem está numa das maiores crises da longa história do país, cair APENAS 6% é praticamente nada, principalmente levando em conta que houve queda em praticamente todos os países da UE/Zona Euro, com algumas poucas exceções. A compra de automóveis de passeio, que caiu aqui uns 50% nos últimos 2 anos, voltou a subir desde o início deste ano, sendo que caiu praticamente a mesma coisa na Finlândia e outros países SEM crise.

Hoje, ainda por cima, me sai no PÚBLICO uma notícia engraçada. APESAR DA CRISE (como sempre 75% das frases deles começam ou terminam assim e nos outros 25% está no meio da frase!! kkkk), o consumo de smartphones AUMENTOU 46%!!!! E olha que não são baratos...

http://www.publico.pt/economia/noticia/portugueses-cortam-no-consumo-mas-seguram-na-mao-o-smartphone-1595057

Eu, que sigo vendo as lojas cheias, supermercados cheios, restaurantes com fila, cafés da manhã sendo tomados nas padarias, hotéis com lotação esgotada (estávamos tentando passar o fim de semana em Lisboa, mas não conseguimos achar um hotel disponível... tudo está esgotado!), estive outro dia na FNAC para ver umas câmeras de fotografia. E vi uma NIKON D800. Para quem não sabe, é um lançamento espetacular da empresa, coisa para profissionais, custando algo parecido com 2350 euros. Fui ver de curiosidade... e ao conversar com o vendedor vi que a em exposição era a ÚLTIMA, pois todas as demais já haviam sido vendidas, pois estava na promoção (preço original em torno de 2500 euros)!!! Caraca!! Sou mesmo muito pobre! Ou tenho que rever meus conceitos e tentar entender o que seja UMA CRISE ECONÔMICA...

Volto a repetir, os 17% de desempregados do país certamente estão passando dificuldades, em especial os casais em que ambos estão desempregados, assim como também uma parte considerável dos aposentados, pois já ganhavam em geral pouco e tiveram seus salários cortados em uns 20% até agora, mas o GERAL da população, ou seja, os 70% que não estão enquadrados nestas duas situações deviam ter vergonha de falar em crise o tempo todo! Vergonha! Há problemas? Claro! Os impostos subiram? Claro! As coisas estão mais caras? Sem dúvida! Mas o mundo não está nem longe de acabar e, tendo estado na borda do precipício, o país até se saiu bastante bem. Quem se endividou demasiadamente (já mencionei que o povo aqui pegava empréstimos no banco para passar férias?!?) ou viveu acima de suas posses (inclusive comprando carrões que nem na Alemanha circulam na quantidade que há aqui) agora está tendo que VOLTAR AO PADRÃO ORIGINAL DE VIDA, ou seja, não está empobrecendo, está "desenricando" do artificial em que estava antes para o seu padrão correto de vida, claro, tendo que pagar as contas feitas. E isso, meu amigo, dóóóóóóóóóóóóóóóóóiiiiii pacas!

Bem, pessoal, agora, volto aos meus afazeres... afinal, há uma enorme crise em Portugal!

Abs

Coração

PS: se puderem dar uma olhada no link que postei, além de ler a matéria, vejam os comentários!! São hilariantes...

Nenhum comentário:

Postar um comentário