quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Lisboa 2ª parte - Dia 5

Essas postagens foram ficando tão longe da viagem que estou quase esquecendo dos detalhes!!! kkkkk Mas a vida é complexa e nem sempre temos tempo de estar na frente do computador... Mas vamos lá.

No nosso 5º dia de viagem fizemos o maior périplo por lugares fechados. Fomos desde a Sé de Lisboa (e logo ao lado a Igreja de Santo Antônio) até o Castelo de São Jorge , depois para o Mosteiro de São Vicente de Fora , passamos por uma feira MUITO antiga que há por ali e que agora esqueci o nome, e depois fomos para o Panteão Nacional . Tudo isso a pé. Acredite, sendo a Alta de Lisboa um bando de colinas sucessivamente juntas, anda-se um bocado num sobe e desce danado de ladeiras. Mas vale a pena. São monumentos lindos e que TÊM que ser visitados se você realmente gosta de história ou pretende conhecer Lisboa e Portugal. 

Claro que de tudo isso que mencionei esta na famosa Alfama , bairro mais visitado por turistas em Lisboa, mas que acabam praticamente se resumindo ao Castelo e a Sé, além de ficarem andando de bondinho para um lado e outro e vendo as vistas da cidade e do Tejo em cafés e bares. Não estivemos ali de noite - com criança não é fácil - mas dizem que a vida noturna é sensacional neste bairro. De todas as formas, cuidado com os pertences. Ali há imensa quantidade de batedores de carteiras (em especial nos bondes, pois andam LOTADOS no verão) e também há algum tempo vi na TV notícias de alguns assaltos de noite nesta região. Então, atenção!

Eu diria que para conhecer direito a Alfama e os monumentos que mencionei seriam idealmente destinados dois dias, mas como já lá havíamos estado em outras ocasiões, dedicamos um dia inteiro. Deu, mas na conta! Ufa! kkkkkkkk

Vamos por partes:

1) A Sé: todas as igrejas dos séculos pré-Reforma são mais ou menos parecidas, portanto, a Sé de Lisboa parece-se muito com a Sé de Coimbra, embora maior. Tem também um belo tesouro (cuja visita é paga) e os claustros são visitáveis (em Coimbra estão em obra), embora também pagos. A visita da Sé, em si, é gratuita. Nós gostamos MUITO de igrejas e história, portanto, aconselho a visita. Mas é coisa rápida, cerca de meia hora (sem os claustros e o tesouro... aí já aumenta para hora e meia).

2) Igreja de Santo Antônio: segundo a tradição, Santo Antônio de Pádua (que na verdade é nascido em Lisboa!) nasceu e cresceu no local onde hoje está a tal igrejinha. Pode-se visitar o local onde, segundo a tradição, nasceu o santo - interessante observar que era num nível ABAIXO da rua. Fica bem em frente a Sé e passa desapercebida no meio de tantas igrejas, mas não deixe de visitar.

3) Castelo de São Jorge: tome de ladeiras! Depois de colocar a língua para fora subindo, chega-se ao Castelo de São Jorge, ponto mais alto da região e com vistas espetaculares sobre a cidade e o Tejo. Não foi à-toa residência de muitos reis portugueses e depois de tropas do exército espanhol (quando da União Ibérica) e também português (depois) para "tomarem conta" da capital. Na verdade, o Castelo em si não é tão interessante, pois não há grandes construções internas, apenas basicamente as paredes e um local onde era mesmo a residência dos reis e que hoje tem um bom e simpático museu. De todas as formas, as vistas já valeriam a pena a visita. Prepare-se para longas filas na entrada (apesar do preço), assim como para ouvir umas 300 línguas diferentes o tempo inteiro. kkkkk Ah, tem um bar lá dentro, mas é um assalto! Nos fins de semana do verão há shows diversos. Vale a pena conferir a programação antes de ir no link que coloquei acima (os textos sublinhados levam a links externos).

4) Mosteiro de São Vicente de Fora: sou fã de história. Acho que já deu para perceber. E neste mosteiro estão enterrados praticamente todos os reis de Portugal da Dinastia de Bragança (exceção para Maria I - que está na Basílica da Estrela - e para D. Pedro IV, nosso primeiro, que lá esteve enterrado até ser levado para o Brasil). Só isso já valeria a pena visitar. Mas o Mosteiro em si é muito bonito, tem vistas sensacionais do Tejo e uma azulejaria de cair o queixo. No momento de nossa visita, por exemplo, estava em exposição uma coleção de azulejos ENORME com as fábulas e histórias infantis dos Irmãos Grimm e outros. Muito interessante. O mosteiro fica a uns 10 minutos de caminhada do Castelo, ladeira abaixo (ufa!!). Logo em frente há um barzinho que não lembro o nome. Recomendo parar e comer um sanduba... show de bola! E tem vinhos bons e baratinhos - não é a nossa praia, mas vi um casal comprando uma porção e ao indagar vi os preços... bem em conta. Um detalhe, Santo Antônio estudou e foi monge neste mosteiro, sendo o local de sua cela um ponto de visita. Depois ele veio para Coimbra e... uma longa história. :)

5) Panteão Nacional: antiga igreja de Santa Engrácia e que levou quase 400 anos para ficar pronta (!!!!) aqui resolveram fazer o panteão nacional português. Quem gosta de fado, por exemplo, poderá visitar o túmulo de Amália Rodrigues. Há ainda outros interessantes. E a igreja em si é interessante porque tem um formato diferente do usual... é basicamente uma enorme cúpula. Muito bonita tanto por dentro quanto por fora. Se tiver disposição para subir os 200 e tantos degraus, sugiro a visita ao teto da igreja, pois a vista é maravilhosa!

Os preços? Já esqueci... :( Mas nos links que coloquei acima há como descobri-los, tá? Falha nossa... :)

Fotos? Claaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaro que tiramos um montão delas. Peço desculpas se a ordem não ficar igual ao que coloquei acima, as o site é doido e coloca as fotos na ordem que acha melhor... kkkkkk

Abs

Coração

Fotos e panorâmica a partir do Castelo de São Jorge






Homenagem a Vasco da Gama






Nesta citadela, dentro do Castelo, é que moravam os Reis


















museu arqueológico dentro do Castelo com peça achadas durante sua restauração






Igreja de Santo Antônio




Local do nascimento do Santo





Panteão Nacional (Igreja de Santa Engrácia)






parece igual a de cima, mas não é! 











Mosteiro e Igreja de São Vicente de Fora




antigo reservatório de água do mosteiro


























Túmulos dos reis D. João VI e de D. Carlota Joaquina


no lado direito em cima está o túmulo onde antes estavam os restos mortais de D. Pedro I, depois transladados para o Brasil






túmulo de D. João IV, fundador da Dinastia de Bragança

capela que fica onde originalmente estava a cela onde viveu Santo Antônio dentro deste mosteiro







estes sinos funcionam... quase enfartei poucos segundos antes desta foto, pois bateu bem em cima da minha cabeça... a Monstrinho quase se jogou aí de cima!!! kkkkkkk





ali abaixo vemos o Panteão Nacional







visão lateral o Mosteiro e o caminho até a feira das ladra e depois ao Panteão Nacional


Interior da Sé de Lisboa













vista exterior da Sé


Nenhum comentário:

Postar um comentário