sexta-feira, 27 de junho de 2014

Remédios

Uma coisa que o pessoal nunca pensa é sobre as diferenças entre a forma de conseguir remédios em Portugal e no Brasil. Me ocorreu de mencionar isso, porque tem um colega vindo para cá e ele se ofereceu para me trazer o que eu precisasse... e imediatamente me ocorreu: dipirona!!! kkkk Poderia ter pedido massa de pastel (aliás, uma ótima idéia, mas tem que ter sorte de passar na aduana), mas dipirona para mim é mais importante.

Como já deu para perceber, aqui NÃO tem dipirona (e por conseguinte, seus derivados: novalgina e vários outros remédios comuníssimos no Brasil). Mas não é só isso. Para conseguir a maior parte dos remédios, exceto anti-inflamatórios e alguns remédios para dor (tylenol, AAS), o resto necessita, oficialmente, de receita médica. Remédio "controlado" nem pensar. Antibióticos, fora de cogitação.

Daí que resolvi colocar este post curtinho para lembrar a quem vier para Portugal e fizer uso regular ou pelo menos um ocasional/frequente, de trazer o que usa. Idealmente traga também a receita do seu médico do Brasil - para o caso de criarem alguma confusão, embora nunca tenha ouvido falar no caso. 

E nem pensar em mandar pelo correio, viu? Barram tudo - e as correspondências aqui são CEM POR CENTO ANALISADAS, não passa nada!

Fica a dica.

Abs

Coração

Nenhum comentário:

Postar um comentário